Engenharia de Produção


  • O curso de Engenharia de Produção tem como objetivo formar um profissional para desenvolvimento de melhorias nos sistemas produtivos industriais. Neste contexto, o engenheiro de produção tem necessidade de forte conhecimento em tecnologia, inovação, física e matemática, bem como um conhecimento básico na área de ciências sociais aplicadas.

    Habilitação: Engenheiro de Produção

    Carga Horária: 3840 horas em no mínimo 5 anos, com 3120 horas presenciais e 720 horas não presenciais (Atividades Complementares, Trabalho de Graduação e Estágio Curricular).


  • Perfil do Egresso
  • A formação deste profissional é alicerçada em uma sólida base de engenharia, visando capacitá-lo para entender a raiz dos problemas produtivos e identificar as tecnologias necessárias para resolvê-los. O Engenheiro de Produção se dedica ao planejamento, ao projeto, à implantação, à operação, à melhoria e à manutenção de sistemas produtivos, envolvendo recursos materiais, tecnologia e processos. O profissional terá uma formação sólida nas disciplinas fundamentais das ciências exatas em comum com disciplinas da engenharia.
  • Mercado de Trabalho
  • Por apresentar uma formação ampla, coloca o Engenheiro de Produção em uma posição distintiva em relação a outras profissões, para compreender os problemas industriais e de outros ambientes de negócios de forma global e não fragmentada. Trata-se de um profissional versátil, que pode exercer diferentes ocupações na indústria e no desenvolvimento de tecnologia.
  • Tendências e Rumos da Profissão
  • O curso de graduação em Engenharia de produção da Univap é um curso novo que está sendo oferecido a partir desse ano de 2015.

    O curso foi estruturado a partir de consultas aos empregadores da região, como a Embraer, ex-alunos da Univap que estão exercendo funções de gestão em importantes empresas da região, professores experientes da Univap em cursos nas áreas de Eng. Civil, elétrica, química, aeronáutica e de materiais, bem como nas áreas de pós-graduação.

    Também foi realizada uma análise comparativa com as melhores Universidades nas quais o curso é oferecido tanto no Brasil como no exterior. Além disso, foram levados em consideração requisitos do MEC (ministério da educação), CREA (Conselho Regional de Engenharia, Arquitetura e Agronomia), ABEPRO (Associação Brasileira de Engenharia de Produção). 

    As tendências e rumos dessa profissão envolvem desafios globais de engenharia como problemas com água, energia, aquecimento global, infraestrutura urbana. Há a necessidade de capacitar profissionais para lidar com estes desafios envolvendo tecnologias, produtos e processos assim como de gestão atentando para critérios de produtividade, custos e responsabilidade social.

    Além das competências técnicas ligadas à engenharia de produção, os futuros profissionais deverão desenvolver competências pessoais, interpessoais e as de conceber, projetar e operar sistemas e cadeias de suprimento.

    Conteúdos específicos da engenharia de produção como processos, engenharia de produto, organização do trabalho deverão estar integrados com sustentabilidade, qualidade, melhorias e operações de sistemas produtivos.

    O formando em Engenharia de produção na Univap estará apto a lidar com esses desafios e progredir na carreira.
  • Área de Atuação
  • Indústrias de desenvolvimento tecnológico.
    Pesquisa, desenvolvimento e Inovação.
  • CARGA HORÁRIA
    30
    30
    60
    30
    60
    60
    60
    30
    60
    30
    60
    60
    60
    30
    30
    30
    60
    60
    60
    60
    30
    30
    60
    30
    60
    60
    60
    30
    60
    100
    60
    400
    100