285ª Edição - Ano XI
De 23 de julho a 17 de agosto de 2018
         
 

Artigo
Com a Palavra o Professor: - O Jornalismo Não Pode Perder!


 
Falar e praticar Jornalismo em tempos de Redes Sociais não são tarefas das mais simples. Nunca foi tão farta a confusão entre informação e boato, trabalho profissional e brincadeira de mau gosto, profissional da Comunicação e gerador de conteúdo, e notícia séria e fake news.
Em um primeiro momento, esses fatos podiam e podem pôr em ‘xeque’ a profissão de um jornalista. Afinal, por que devo acessar informações de veículos de imprensa feitos por profissionais, quando posso acessá-las em um blog que atende ao meu gosto ou em uma conta de Mídia Social que aborda aquilo que me agrada?
Infelizmente, a resposta não é simples. Alguns veículos de comunicação – mesmo aqueles de grande alcance – acabam, por vezes (ou muitas vezes), sendo os responsáveis por essa descaracterização do que podemos chamar de ‘bom Jornalismo’.
Ao colocar qualquer outro interesse acima da qualidade e seriedade no trato da informação, o Jornalismo perde. Quando um jornalista se preocupa mais com a exposição de seu nome ou de sua aparência, acima do compromisso que se deve ter em trabalhar uma notícia, o Jornalismo ‘escapa’ do lugar que lhe é devido.
Nunca a profissão de um jornalista (desde que sério e comprometido com seu trabalho) foi tão importante. Não se brinca na hora de apurar uma notícia. Não se faz de “qualquer jeito” na hora de publicar uma reportagem. Quando algo assim acontece, o Jornalismo perde.
Que as ‘velhas e novas’ gerações do Jornalismo entendam e tenham plena consciência da importância daquela que é uma das mais belas missões que podemos exercer: “o fazer Jornalismo”.

Prof. Esp. Fredy Cunha
Docente da Faculdade de Ciências Sociais Aplicadas e Comunicação da Univap
Responsável pelo Editorial da Revista Foca em Foco – Jornal Laboratório dos Alunos de Comunicação Social – 3º ano do Curso de Jornalismo (5º e 6º períodos Semestrais) – Edição 02 – Ano 19

XI Semana de Planejamento e Aperfeiçoamento à Docência
De 23 a 26 e 30 de julho


A Reitoria, a Pró-Reitoria de Graduação e a Coordenadoria de Avaliação, conforme estabelecido no Calendário Escolar do Ensino Superior da Univap, realizaram, de 23 a 26 e 30 de julho de 2018, a XI Semana de Planejamento e Aperfeiçoamento à Docência.
As atividades da XI Semana buscaram contemplar temas e oficinas que atendam a necessidades evidenciadas em avaliações dos cursos e das disciplinas a partir dos trabalhos da Comissão Própria de Avaliação (CPA).
As oficinas ministradas pela equipe da Univap Virtual procuraram capacitar os professores para a produção de materiais de apoio às aulas e aprendizagem ativa do aluno. A atividade de reflexão coletiva na forma de troca de ideias ocorreu entre os professores das várias faculdades e buscou contribuições e sugestões sobre possíveis estratégias docentes para dificuldades de desempenho dos alunos.

Produção de vídeos na Univap Virtual
 
Oficina AVEA para iniciantes
 
Atividade – Troca de Ideias – Profa. Tereza Dejuste

A palestra, ministrada por professora convidada, teve como objetivo o conhecimento sobre a recente experiência e estratégias institucionais da Pontifícia Universidade Católica do Paraná (PUCPR) na implantação de um currículo inovador na formação de profissionais da atualidade.
Os trabalhos tiveram início no dia 23, das 14h às 17h, com a Oficina de Produção de Vídeo, ministrada na sala da Univap Virtual localizada no Parque Tecnológico Univap, pela funcionária Camila M. Rodrigues e pelo estagiário Ricardo Martins. Essa mesma oficina foi desenvolvida também no dia 25 para outros inscritos. No dia 24, a Oficina AVEA para Iniciantes foi realizada no laboratório 3 da Faculdade de Ciências Sociais Aplicadas e Comunicação (FCSAC), no Bloco 2, sob a coordenação dos profissionais da Univap Virtual, Neil F. Tanaka, Camila M. Rodrigues e Leandro Kamiguchi.

Docentes desenvolvendo atividade da Semana
 
Práticas pedagógicas
 
A palestrante convidada Dra. Dilmeire Vosgerau

A troca de ideias em pequenos grupos (Brainstorm), com a temática “Meus alunos estão tendo dificuldades no desempenho da minha disciplina: como professor, o que posso fazer no processo de ensino aprendizagem?”, foi realizada no dia 26, no Auditório do Ceplade, sob a coordenação da Profa. Dra. Maria Tereza Dejuste de Paula, Profa. Me. Maria Angélica Gomes Maia e Profa. Me. Anamaria Gascón Oliveira.
No dia 30, a palestrante convidada, Profa. Dra. Dilmeire Sant’Anna Ramos Vosgerau (Docente do Programa de Pós-Graduação em Educação e Pesquisadora do Centro de Ensino e Aprendizagem da Pontifícia Universidade Católica do Paraná - PUCPR-CrEAre), contribuiu com o tema intitulado “Caminhos para Implementação de um Currículo por Competências”. A experiência da PUCPR mostrou aos 90 docentes presentes o projeto de implantação desse novo currículo. A referida palestra foi ministrada no Auditório do Centro de Planejamento e Desenvolvimento da Educação (Ceplade), Campus Urbanova.

FEA Recebe 144 Bolsas de Estudos da Capes
Programa Pibid e Residência Pedagógica


A Faculdade de Educação e Artes (FEA) da Univap foi selecionada pela Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes) para participar do Programa Institucional de Bolsa de Iniciação à Docência (Pibid) e do Programa de Residência Pedagógica para o ano de 2018 a 2020, recebendo a concessão de 144 Bolsas de Estudos (Edital nº 7/2018, nº 6/2018 publicado no Diário Oficinal da União de 1º/03/2018, seção 3, pág. 23).
O Programa Institucional de Bolsa de Iniciação à Docência (Pibid) tem por objetivo promover a iniciação do licenciando no ambiente escolar ainda na primeira metade do curso, visando estimular, desde o início da jornada do docente, a observação e a reflexão sobre a prática profissional no cotidiano das escolas públicas de educação básica. Os selecionados são acompanhados por um supervisor da escola e por um docente da Instituição de Educação Superior (IES) participante do Programa.
Já o Programa de Residência Pedagógica visa a induzir o aperfeiçoamento do estágio curricular supervisionado, por meio da imersão do licenciando - que esteja na segunda metade do curso - numa escola de educação básica. A imersão deve contemplar, entre outras ações, regência de sala de aula e intervenção pedagógica.

II Fórum do Pibid realizado em 6 de março de 2018 na Univap
 
Professores e alunos do Curso de História do Pibid

O Pibid objetiva selecionar IES para desenvolverem projetos de iniciação à docência nos cursos de licenciatura em regime de colaboração com as redes de ensino. Já o Programa de Residência Pedagógica objetiva selecionar as IES para implementação de projetos inovadores que estimulem articulação entre teoria e prática nos cursos (licenciatura), conduzidos em parceria com as redes públicas de educação básica.
A Univap participa do Pibid e da Residência Pedagógica por intermédio dos cursos da FEA nas áreas de Artes Visuais, Ciências Biológicas, Educação Física, Geografia, História e Pedagogia. Os dois programas iniciam-se no mês de agosto de 2018.
A Univap tem sido selecionada desde 2010 para o Pibid. A Residência Pedagógica está sendo implantada este ano pela Capes e a Universidade já foi escolhida para a implantação do Programa tendo em vista a seriedade dos trabalhos desenvolvidos nos últimos anos pela equipe da Faculdade responsável.
A Coordenadora Institucional do Pibid junto à Univap/FEA, Profa. Dra. Nádia de Campos Velho, considera de fundamental importância as aprovações de projetos voltados à Licenciatura, pois é um incentivo para os alunos e uma oportunidade de vivenciarem na prática a sua futura profissão, enfatiza.

Qual é a Função da Capes?

A Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes), fundação do Ministério da Educação (MEC), desempenha papel fundamental na expansão e consolidação da Pós-Graduação Stricto Sensu (Mestrado e Doutorado) em todos os estados da Federação.
Em 2007, passou também a atuar na formação de professores da educação básica, ampliando o alcance de suas ações na formação de pessoal qualificado no Brasil e no exterior.
As atividades da Capes podem ser agrupadas nas seguintes linhas de ação, cada qual desenvolvida por um conjunto estruturado de programas:
  • Avaliação da Pós-Graduação Stricto Sensu;
  • Acesso e divulgação da produção científica;
  • Investimentos na formação de recursos de alto nível no país e exterior;
  • Promoção da cooperação científica internacional.
  • Indução e fomento da formação inicial e continuada de professores para a educação básica nos formatos presencial e a distância.
A Capes tem sido decisiva para os êxitos alcançados pelo sistema nacional de Pós-Graduação, tanto no que diz respeito à consolidação do quadro atual, como na construção das mudanças que o avanço do conhecimento e as demandas da sociedade exigem.

Equipe de Ciências Biológicas
 
Grupo de Educação Física – Atividades Alternativas

O sistema de avaliação, continuamente aperfeiçoado, serve de instrumento para a comunidade universitária na busca de um padrão de excelência acadêmica para os mestrados e doutorados nacionais. Os resultados da avaliação servem de base para a formulação de políticas para a área de pós-graduação, bem como para o dimensionamento das ações de fomento (bolsas de estudo, auxílios, apoios).

Fontes: FEA/Univap e Capes

Primeira Defesa de Tese de Doutorado em Planejamento Urbano e Regional

A aluna Sanmya Feitosa Tarja do Programa de Pós-Graduação Stricto Sensu (Doutorado) em Planejamento Urbano e Regional defendeu dia 3 de agosto, a primeira tese de doutorado da Universidade no programa.
Sob o título: “Cidades saudáveis, planejamento urbano numa perspectiva complexa: um estudo da Rede Portuguesa de Municípios Saudáveis e reflexões sobre o cenário brasileiro” a pesquisa analisa a proposta Cidades Saudáveis, da Organização Mundial de Saúde, como uma possibilidade de planejamento integrador, que aproxime os campos complexos do planejamento urbano e da saúde coletiva, a partir da experiência da Rede Portuguesa de Municípios Saudáveis (RPMS), constituída em 1997 e que contava com 50 municípios integrantes no ano de 2017. Usa como método a análise estruturada de problemas e como técnica o mapa SODA (Strategic Options Development and Analysis).
O planejamento urbano de cidades saudáveis é identificado como um problema complexo, devido a suas múltiplas dimensões, interfaces, stakeholders, interesses conflitantes em jogo e distintas áreas de conhecimento envolvidas. Tal contexto dificulta o entendimento das questões a serem enfrentadas e a consequente visualização de estratégias para a implantação da proposta.
O uso de um instrumental com representação gráfica que considera a complexidade do planejamento urbano constitui-se como um diferencial desta pesquisa, visto que também aproxima o entendimento e a interpretação dos dados a partir do uso do método de estruturação de problemas complexos: o Strategic Options Development and Analysis (SODA).

Sanmya durante a defesa de tese
 
Angélica, Ana Maria, Sanmya, Paulo, Paula, Cilene e Carmen
 
Dr. Paulo Reschilian comenta a tese defendida

A matriz conceitual gerada foi utilizada para reflexão crítica sobre as experiências brasileiras publicadas em revistas acadêmicas. O trabalho revelou que as ações estratégicas para lidar com os principais enfrentamentos e implementar a proposta Cidades Saudáveis abrangem três campos: governança, garantia de condições socioespaciais para uma vida saudável e conhecimento para a implantação de políticas intersetoriais que visem ao bem estar da população. Essas ações foram observadas tanto no cenário português como nas publicações acadêmicas relatando experiências em municípios brasileiros.
Fizeram parte da banca examinadora da referida Tese, a Profa. Dra. Maria Angélica Toniolo (Univap), a Profa. Dra. Paula Vilhena Carnevale Vianna (Orientadora), o Profa. Dra. Mischel Carmen Neyra Belderrain (ITA), Profa. Dra. Cilene Gomes (Univap) e a Profa. Dra. Ana Maria Girotti Sperandio (Unicamp).
O Programa de Pós-Graduação Stricto Sensu (Doutorado) em Planejamento Urbano e Regional é oferecido na Univap junto ao Instituto de Pesquisa e Desenvolvimento (IP&D).
Implantado na perspectiva de investigar o processo e a dinâmica de transformação da realidade sócio espacial em escala urbana e regional contemporânea, o Programa (Recomendado pela Capes) estrutura-se, no alinhamento do eixo de construção da base conceitual, analítica e empírica direcionando as pesquisas para a produção do conhecimento que sustente a profundidade crítica/analítica dos processos históricos e contemporâneos de organização da sociedade no espaço/território/ambiente.
Sob a Coordenação do Prof. Dr. Paulo Romano Reschilian, o Programa de Doutorado em Planejamento Urbano e Regional, propõe-se a investigar processos e fenômenos urbano-regionais e urbano-metropolitanos pretendendo contribuir para a construção de conhecimento sobre a realidade socioespacial local, regional e brasileira e suas interfaces com o contexto global. Atualmente o Doutorado da Univap atua em três linhas de pesquisas: Planejamento, políticas públicas e estruturação do espaço urbano e regional; Planejamento, população e meio ambiente; planejamento, espaço e cultura.
Na primeira defesa de tese de doutorado da área cujo enfoque foi na linha de pesquisa “Planejamento, políticas públicas e estruturação do espaço urbano e regional”, a orientadora, Profa. Dra. Paula Vilhena Carnevale Vianna, disse que o envolvimento da aluna na busca de aproximar o campos da saúde e do planejamento urbano consolidou a aproximação do Programa de universidades locais (ITA/Pesquisas Operacionais) e abriu novas possibilidades de parceria internacionais, com a Rede Portuguesa de Municípios Saudáveis.
Para o Coordenador do Programa, Dr. Reschilian o trabalho permite apontar para reflexões de como gestões de países nos quais o estado atua na construção de políticas públicas efetivas ao interesse da sociedade podem trazer desdobramentos para o contexto atual, nacional e loco-regional.

Apresentação da Revista dos Tribunais Online (RTO)

A Faculdade de Direito (FD) da Univap recebeu, dia 2 de agosto, a visita da consultora de negócios da Thomson Reuters, Kerollyn Rocha, para apresentar as funcionalidades da Revista dos Tribunais Online (RTO) aos alunos e professores, no período da manhã e da noite, no Campus Castejón.

 

A RTO é uma plataforma de periódicos com conteúdo exclusivo da Editora Revista dos Tribunais. Atualmente, conta com 34 revistas de diversas áreas do Direito e possui legislação comentada em cada artigo por diversos autores como: Nelson Nery, Arruda Alvim, Fachin, Tepedino, entre outros.

Programa Santander Mundi
Selecionada Aluna do Curso de Engenharia Civil


 
Assinatura da documentação do Programa Santander Mundi
A Pró-Reitoria de Pós-Graduação e Pesquisa da Univap, setor responsável na Universidade pela coordenação do processo de seleção dos candidatos às bolsas do Santander Universidades, divulgou, no início do mês de agosto, o nome da aluna Isabelle Cristine Pellegrini Lamin, do Curso de Engenharia Civil da Faculdade de Engenharias, Arquitetura e Urbanismo (FEAU), contemplada com uma bolsa de estudo no Programa Santander Mundi.
A assinatura da documentação foi realizada no dia 6 de agosto, no Gabinete da Reitoria, com a presença da Pró-Reitora de Pós-Graduação e Pesquisa, Profa. Dra. Sandra Costa; do Reitor da Univap, Prof. Dr. Jair Candido de Melo; da mãe da aluna, Sra. Ana Cristina Pellegrini Lamin e da aluna contemplada, Isabelle (foto).
Nesta 1ª edição, o Programa concedeu 100 bolsas de estudo às universidades parceiras, no valor equivalente a 4 mil euros cada uma, destinadas a estudantes de graduação e de pós-graduação para realizarem um intercâmbio de até um semestre em um dos mais de 20 países em que o Santander está presente.
De acordo com o estabelecido no Programa, os interessados se inscreveram no período de 6 de março a 11 de julho, no site do Santander Universidades, e em seguida tiveram que apresentar a documentação necessária para avalição nas secretarias das Faculdades da Univap. Participaram do processo de seleção 99 alunos, sendo selecionados dez que atenderam todas as exigências estabelecidas. O critério de avaliação adotado pela Pró-Reitoria levou em consideração a média das notas das disciplinas de graduação ou pós-graduação; número de trabalhos publicados/apresentados em congressos; artigos publicados em revistas científicas, segundo critério QUALIS CAPES nos últimos três anos; certificado de premiação; número de semestres em Iniciação Científica comprovados; número de notas maiores que 7 e número de reprovações.

Café Científico

 
A Faculdade de Engenharias, Arquitetura e Urbanismo (FEAU) da Univap, em parceria com a H. Strattner, empresa de produtos médico-hospitalares com diferenciais tecnológicos, realizou, dia 9 de agosto, o encontro “Café Científico” com os profissionais das áreas de Engenharia Biomédica e de Enfermagem.
Realizado no Auditório da Faculdade, Prof. Dr. Jair Candido de Melo (Bloco 10), no Campus Urbanova, o evento teve como temática: “Gestão e Melhorias dos Processos no Centro de Material e Esterilização (CME)” e foi realizado por intermédio de palestras e um debate entre os profissionais da área de saúde atuantes na região do Vale do Paraíba, organizado pela Engenheira Isabela Sofia Libonati, Executiva de Vendas TNE da H. Strattner, ex-aluna do Curso de Graduação em Engenharia Biomédica da FEAU/Univap.
Foram proferidas as palestras “A importância da padronização e validação dos processos de limpeza na CME”, ministrada pela Especialista Adriana Mendonça; “O contexto da qualificação de desempenho para equipamentos de esterilização”, pelo Coordenador Técnico Jeferson Anastácio e “Tirando as dúvidas sobre processos de esterilização em baixa temperatura”, pelo Especialista André Moreira.
Ao final, uma mesa redonda foi realizada entre os participantes que debateram temas importantes sobre a área da saúde.

Nova Hipótese Sobre o Surgimento dos Buracos Negros
Análise de Pesquisadores da Univap, da Universidade de Heidelberg e da Universidade Nacional de La Plata


 
A Revista da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (Fapesp), na edição 270 de agosto de 2018, publicou uma reportagem sobre a pesquisa que o Prof. Dr. Oli Dors (astrofísico da Univap) está desenvolvendo desde o ano passado e que faz análise das primeiras galáxias do Universo. Essas galáxias surgiram há apenas 700 milhões de anos após a grande explosão conhecida por Big Bang, que teria originado o Universo.
De acordo com o pesquisador do Instituto de Pesquisa e Desenvolvimento (IP&D) da Univap, Oli Dors, a luz dessas galáxias demorou aproximadamente 13 bilhões de anos para chegar a Terra. As imagens, mesmo obtidas pelos maiores e melhores telescópios do mundo, são de baixa qualidade porque, apesar de serem muito luminosas, estão muito distantes da Terra, enfatiza. Mesmo diante das dificuldades, as primeiras análises dos dados observacionais desses objetos, realizadas em colaboração com o astrofísico Dr. Agarwal, do Instituto de Astrofísica Teórica da Universidade de Heidelberg (Alemanha); o astrofísico Oli e de seus colegas Profs. Dr. Alexandre Oliveira e Dra. Ângela Krabbe como também de astrônomos da Argentina, mostraram uma particularidade em três galáxias distantes: elas parecem abrigar buracos negros primordiais, com massa entre centenas de milhares e 1 bilhão de vezes maior do que a do Sol, algo não previsto pela teoria clássica sobre esses objetos celestes.
A parceria de Dors e Agarwal começou em julho do ano passado, quando o pesquisador da Univap passou uma temporada em Heidelberg. O trabalho da equipe de pesquisadores sobre as galáxias distantes gerou um artigo científico, publicado em 26 de junho de 2018 no periódico Monthly Notices of the Royal Astronomical Society.


De acordo com a teoria clássica os buracos negros primordiais se formam em razão da implosão de estrelas com massa de centenas de vezes a massa do Sol, no estágio final de evolução desses objetos. Entretanto, segundo os resultados obtidos por Dors e colaboradores, os buracos negros não possuem origem estelar, mas se formam diretamente do colapso (sobre seu próprio peso) de um acúmulo de imensas nuvens de gás existentes no Universo primordial. Esse processo é chamado de Colapso Direto de Buraco Negro e foi proposto pelos astrofísicos Volker Bromm e Avi Loed, da Universidade do Texas e de Havard, respectivamente. Nesse cenário alternativo, não teria sido preciso o surgimento das primeiras estrelas para que se formassem os primeiros buracos negros. A Figura 1 abaixo mostra imagem da galáxia CR7, obtida com a utilização do telescópio espacial Hubble pelo astrônomo português David Sobral. Nessa imagem podemos ver que CR7 é composta por três componentes, identificados por A, B e C, sendo que no componente C, Oli Dors e colaboradores constataram que possivelmente exista um buraco negro formado por colapso direto.

Fontes: Revista Fapesp/Jornal USP/IP&D/Univap


Projeto Fapesp
Chemical abundance determinations is SFr and AGN (nº 16/50488-8); Modalidade Auxílio à Pesquisa – Regular; Acordo Conicet; Pesquisador responsável Oli Dors (Univap); Investimento R$ 19.930,00.

Artigo científico
DORS, O. L et al. Nature and chemical abundances of a sample of Lyman-α emitter objects at high redshift. Monthly Notices of the Royal Astronomical Society. v. 479, n. 2, p. 2294-307. 26 jun. 2018.

TV Morfosis – Brasil 2018
Inovações e Novos Formatos Audiovisuais


A Univap sediou, dias 9 e 10 de agosto, a 22ª Edição da TV Morfosis, que este ano trouxe como temática: Inovações e novos formatos audiovisuais, com abordagens a grandes novidades, experimentações e pesquisas que buscam novas formas de fazer o audiovisual.
A TV Morfosis é uma propriedade intelectual da Universidade de Guadalajara, no México, coordenada pela Diretoria de Rádio e Televisão da instituição, sob a coordenação acadêmica de Guillermo Orozco.
É a quinta vez que a Univap sedia o evento em São José dos Campos. A abertura oficial contou com a presença do Reitor da Univap, Prof. Dr. Jair Candido de Melo; do Diretor da Faculdade de Ciências Sociais Aplicadas e Comunicação (FCSAC), Prof. Mestre Celso Antônio Meneguetti; do Diretor do Sistema de Rádio e TV UDG, Prof. Gabriel Torres Espinoza; do Professor Doutor titular de Comunicación Audiovisual de la Universidad de Valencia, Miquel Francés, e do Diretor da TV Univap, atual Presidente da Associação Brasileira da Televisão Universitária (ABTU) e docente da FCSAC, Prof. Dr. Fernando Moreira.

Abertura oficial do evento
 
Lucas Sanseverino, Fábio Eitelberg, Sandro Sereno e Claudio Magalhães
 
André Catoto, Fernando Moura, Areta Braga e Claudio Magalhães

Durante a extensa programação do evento, foram realizadas oficinas e apresentações de cases audiovisuais. No Parque Tecnológico da Univap foram exibidos o documentário “La Paz Posible”, com legendas em Português, coprodução da Fundación Patrimonio Fílmico Colombiano, da Universitaria Agustiniana e do Canal ZOOM; e a série científica “La Aventura del Saber”, coprodução da TVE Espanha e Taller Audiovisual da Universidade de Valencia. A oficina de Empreendedorismo Audiovisual, com José Carlos Aronchi, também aconteceu no Parque Tecnológico e a de Fotografia, com Miquel Francés (Taller de Audiovisuales de la Universidad de Valencia), no Laboratório 3 da FCSAC, Bloco 2.
Participaram da TV Morfosis renomados profissionais de diversas instituições de ensino superior e empresas que discutiram relevantes temas, entre eles: “A mobilidade audiovisual: As grandes mudanças na transmissão ao vivo, single ou multicâmera. Como a tecnologia streaming muda a forma de fazer TV ao vivo”, com a participação de Claudio Magalhães (Mediador), Fábio Eitelberg (Everstream: Transmissões multicâmera em 4G), Lucas Sanseverino (Smartphones na produção de TV) e Sandro Sereno (Drones ao vivo no jornalismo); “Informação digital e formatos audiovisuais: Como as novas formas de obter e consolidar informações digitais estão transformando o jornalismo”, Claudio Magalhães (Mediador), André Catoto (Design televisivo e Infográficos), Areta Braga (Consultora de comunicação, carreira e desenvolvimento humano) e Fernando Moura (Editor-chefe da Revista da SET/PUC Campinas/Anhembi Morumbi); “Inovações no audiovisual corporativo, publicitário e científico: Como a realidade virtual, o vídeo 360 e ideias criativas modificaram o universo do mercado corporativo, publicitário e científico”, Fernando Moreira (Mediador), Carlos Eduardo Barbosa (Imersão Visual), Claudio Magalhães (Vídeos científicos em formatos inovadores) e Rafael Kiso (Novos formatos audiovisuais publicitários); “Inovação e negócios no audiovisual: O modelo de negócios na área audiovisual passa pela maior crise desde sua criação. Como empresas inovadoras estão desenvolvendo novas formas de negócio”, José Carlos Aronchi (Mediador), Jade Press (VAV Vitrine Audiovisual), Clayton Melo (Startup A Vida no Centro) e Fábio Ota (ISGame - International School of Game); “A produção audiovisual através da gestão de arquivos digitais: A maioria das emissoras tem milhares de horas de acervo audiovisual que podem ser geradores de novos produtos”, Miquel Frances Domenec (Mediador), Fabio Tsuzuki (Inteligência artificial para busca de imagens), José Maria (Uso de acervos públicos e novos conteúdos) e Germán Perez (Transformando acervos passivos em ativos); “Os formatos tradicionais da TV e sua utilização em educação e negócios: Dramaturgia, Product Placement, Multicast Corporativo, ferramentas tradicionais do audiovisual com novos formatos”, Claudio Magalhães (Mediador), Elmo Francfort (Novas narrativas), Filipe Coutinho Soriano (Narrativas em 360 graus) e Jefferson Dousseau (Conteúdos Educacionais Interativos).

Apresentação de trabalhos científicos
 
Oficina de Empreendedorismo Audiovisual, com José Carlos Aronchi
 
Oficina de Fotografia, com Miquel Francés

A apresentação de trabalhos científicos foi realizada no Auditório do Parque Tecnológico, com transmissão ao vivo pela TV Univap, no canal 8 da NET, Canal 10 da Vivo TV e Streaming para a Colômbia, México e Espanha. O conteúdo nos dois dias de evento foi gravado e disponibilizado aos participantes e televisões da ABTU, por meio da Rede de Intercâmbio de Televisão Universitária (RITU), na página do evento e no Canal da TV Univap no Youtube.

O que roubou seus sonhos?
Palestra com Ivanilton Lopes


 
A Reitoria da Univap, em parceria com a Superando Consultoria e Treinamento, realizou, dia 15 de agosto, às 19h, a palestra “O que roubou seus sonhos?”, que tem o objetivo de trazer à tona sonhos esquecidos e novas esperanças, e, assim, estabelecer metas factíveis, métodos de planejamento pessoal e muita motivação.
A referida palestra foi ministrada por Ivanilton Lopes, no Auditório do Centro de Planejamento e Desenvolvimento da Educação (Ceplade), Bloco 8, Campus Urbanova.
A Superando Consultoria está no mercado desde 2008 e atua em todo o Brasil e América Latina, com o objetivo de desenvolver, capacitar e transformar pessoas.
Ivanilton é Engenheiro Ambiental de formação, Pós-Graduado em Engenharia de Segurança do Trabalho e Gerenciamento de Resíduos e Mestre em Meio Ambiente e em Psicologia. Possui diversos cursos nos Estados Unidos e ministrou palestras na Argentina, Chile, Colômbia, Venezuela e Equador. É também Coach certificado pela Sociedade Brasileira de Coaching (SBC) e ministra aulas como professor convidado dos cursos de Pós-Graduação Lato Sensu da Universidade do Vale do Paraíba (Univap).

Exposição “Blind-Blindagem – O espaço entre a imagem e o som”

A Profa. Dra. Ana Botelho, docente do Curso de Artes Visuais da Faculdade de Educação e Artes (FEA) e do Curso de Arquitetura e Urbanismo da Faculdade de Engenharias, Arquitetura e Urbanismo (FEAU) da Univap, está expondo na Galeria de Arte Ivonne Weis (Bloco 8), no Campus Urbanova, até o próximo dia 30, um trabalho que utiliza desde reproduções vindas da história da pintura até a fotografia e de vídeos editados digitalmente.
A exposição “Blind-Blindagem – O espaço entre a imagem e o som” inicia-se com uma instalação em que caixas de madeira e vidro guardam volumes de uma história da arte, cujas páginas sofreram intervenções da artista, e conclui com um trabalho audiovisual cujas imagens e sons vêm tanto dessa enciclopédia de arte como da enciclopédia da própria artista: suas filmagens, fotografias, textos, um verdadeiro cruzamento de horizontes prestes a nos invadir.

A Profa. Ana Botelho explica o trabalho aos visitantes
 
As professoras Ana Maria Bonfim, Ana Botelho e Lindsay Ribeiro
 
Vista parcial da Galeria Ivonne Weis no Campus Urbanova

A inauguração da exposição foi realizada no dia 15 de agosto, a partir das 19h, com a presença de professores e alunos de diversos cursos da Universidade.
A Artista Plástica Ana Botelho é Doutora em Multimeios e Mestre em Artes pelo Instituto de Artes da Unicamp. Graduada em Arquitetura na PUC Campinas, foi docente do Curso de Desenho Industrial (disciplinas: Expressão e Comunicação Artística e Desenho) na Fundação Armando Álvares Penteado (FAAP) e atualmente é docente da Univap. Participa também como sócia-diretora da empresa TreVilla Arquitetura e Construção, desde 1996.
A exposição está aberta para visitação diariamente, nos períodos da manhã e tarde e às terças-feiras à noite.

Empresa da Incubadora Tecnológica Univap é Premiada
A Sugarzyme é Selecionada no Ranking 100 Open Startups


A Empresa Sugarzyme, residente da Incubadora Tecnológica Univap desde outubro de 2014, foi selecionada em 2º lugar no Top 5 Biotech no Ranking Open Startups Brasil 2018, ficando pelo segundo ano consecutivo (2017 e 2018) no ranking das TOP 100 do 100 Open Startups.
O Ranking 100 Open Startups é a publicação oficial utilizada como referência entre grandes instituições e investidores líderes no acompanhamento das startups mais atraentes para o mercado corporativo (TOP por categoria e grandes empresas).
A empresa ainda ficou entre as finalistas no InovAtiva Brasil no ciclo 2 de 2016. Foi selecionada também no Biotech II em 2017 como gestora de Biotecnologia no Mercosul, que é uma iniciativa da União Europeia para promover o desenvolvimento da Biotecnologia Mercado Comum do Sul (Mercosul). Por dois anos consecutivos (2017 e 2018) foi escolhida para a mentoria do Sebrae - SP. Possui um projeto aprovado no Edital SENAI-SESI-Sebrae de Inovação na categoria B, que está sendo desenvolvido em parceria com o Instituto SENAI de Inovação (ISI) em Biomassa no município de Três Lagoas, no Mato Grosso do Sul (MS). Recentemente, a Sugarzyme foi classificada para o programa de aceleração da BioStartup Lab Rodada Interfarma 02, promovido pela Biominas.

A pesquisadora Jessica Gallardo(SENAI) e Rosa Biaggio (Sugarzyme)
 
Rosa Biaggio

A empresa é uma startup inovadora de Biotecnologia que desenvolve produtos para a indústria cosmética e farmacêutica utilizando resíduos agroindustriais (Biomassa), visando agregar valor à cadeia produtiva e contribuindo para a diminuição do impacto ambiental. Um dos produtos é a Tintura Capilar Natural para coloração do cabelo permanente, utilizando uma tecnologia inédita no mercado, que não danifica os fios como as colorações tradicionais, deixando-os macios, hidratados e com brilho.
Estão em desenvolvimento na Sugarzyme: “Produtos de alto valor agregado obtidos da Biomassa”, obtidos por processo biotecnológico (processo verde) e as “Enzimas e Proteínas da Biomassa”.
A proprietária responsável pela Sugarzyme é Rosa Maria Teixeira Tage Biaggio, graduada em Farmácia e Bioquímica pela Faculdade de Ciências Farmacêuticas de Ribeirão Preto da Universidade de São Paulo, com Mestrado em Fitoquímica/Produtos Naturais pela Universidade Federal de São Carlos e Doutorado em Biotecnologia (Biocatálise) pela Universidade Estadual de Campinas.
Já registrou dez patentes de novos insumos e possui inúmeros artigos publicados. Possui mais de 20 anos de experiência na área de Pesquisa e Desenvolvimento (P&D) em empresas como Janssen-Cilag (J&J), Cognis e Natura, desenvolvendo projetos com equipes multidisciplinares e em diversos segmentos de mercado, como farmacêutico e cosmético.

Incubadora Tecnológica Univap

A Incubadora Tecnológica Univap constitui-se na primeira Incubadora de Empresas de Base Tecnológica instalada em São José dos Campos e na região do Vale do Paraíba. Iniciou suas atividades em março de 1997. Localizada dentro do Campus Urbanova, atualmente ocupa uma área construída de 600m2, possuindo 11 módulos para incubação, 01 módulo para pós-incubação, 01 módulo de coworking, sala de reunião, sala administrativa, copa, almoxarifado e banheiros. Atualmente a Incubadora está com nove empresas instaladas, mas ao longo dos anos de sua operação, 30 empresas já foram graduadas, sendo que 50% delas ainda continuam em atividade.
Em sua ação de apoio ao empreendedor, a Incubadora oferece espaço físico adequado, assistência aos iniciantes; orientação mercadológica; bem como, os serviços de manutenção predial, água, luz, rede de internet com fio e wireless, além do contato direto com a universidade (Infraestrutura e Corpo Docente) e participa do Programa de Incubadoras do Sebrae-SP, que oferece mentorias especializadas para as empresas participantes.

I Fórum de Enfermagem em Estética
Realidade Atual e Caminhos


O Curso de Enfermagem, da Faculdade de Ciências da Saúde (FCS), Univap realizou no dia 17 de agosto, das 8h às 12h30, o I Fórum sobre Enfermagem em Estética: Realidade Atual e Caminhos, no Auditório do Centro de Planejamento e Desenvolvimento da Educação (Ceplade), Bloco 8, no Campus Urbanova.

 

Participaram do I Fórum, o Mestre João Junior Gomes (Moderador), a Coordenadora do curso de Enfermagem da FCS e da Pós-Graduação Lato Sensu em Enfermagem e Dermatologia, Profa. Dra. Ivany Machado de Carvalho Baptista, e representantes das Associações e Órgãos de Classe: a Enfermeira Especialista em Dermatologia, Maria Lucia Gonçalves Diogo, da Associação Brasileira de Enfermagem em Dermatologia (SOBENDE); a Enfermeira Especialista e Técnica em Estética, Roberta Paz, representando a Sociedade Brasileira de Enfermagem em Feridas e Estética (SOBENFeE); a Profa. Mestra Vivian Barbosa, Presidente da Sociedade Brasileira de Enfermeiros em Saúde Estética (SOBESE); a Enfermeira Especialista Cleide Mazuela, Coordenadora da Câmara Técnica de Legislação e Normas do Conselho Federal de Enfermagem (COFEN) e o Advogado e Procurador Alexandre Cerqueira, do Conselho Regional de Enfermagem de São Paulo (COREN SP).
Durante o evento a mesa redonda sobre os "Desafios atuais do especialista" trouxe a visão dos profissionais especializados na área, além das questões éticas e legais, discutidas entre todos os presentes.

Doutorado na Universidade da Flórida nos Estados Unidos
Bolsa de Estudo Concedida pela Capes


 
Profa. Dra. Sandra Costa, a aluna Nathanne e o Reitor, Prof. Dr. Jair Candido de Melo

A aluna do Programa de Doutorado em Física e Astronomia, Nathanne Cristina Vilela Rost, foi selecionada para participar do Programa de Doutorado Sanduíche no Exterior (PDSE), oferecido pela Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES).
Esse Programa oferece bolsas aos alunos dos Cursos de Doutorado, para realizar estágio e desenvolver sua Tese em parceria com pesquisa em desenvolvimento em uma Instituição de Ensino Superior no exterior. O objetivo é complementar os esforços despendidos pelos programas de pós-graduação no Brasil na formação de recursos humanos de alto nível para inserção nos meios acadêmicos de ensino e de pesquisa no país.
De acordo com o estabelecido no Edital nº 01 da Pró-Reitoria de Pós-Graduação e Pesquisa (01/PRPPG/2018), sob a coordenação geral da Profa. Dra. Sandra Maria Fonseca da Costa, da Univap, divulgado na Intranet e outros canais de comunicação da Universidade, os critérios de seleção foram estabelecidos de acordo com as orientações do PDSE e as inscrições recebidas no período de 01 a 08 de fevereiro de 2018. O processo de seleção foi coordenado pelo Programa de Pós-Graduação em Física e Astronomia.
Na modalidade de doutorado sanduíche no exterior podem participar os alunos regularmente matriculados em cursos de doutorado no Brasil (com notas de 3 a 7 na avaliação quadrienal da CAPES) para que realizem parte do curso em instituição no exterior, retornando e devendo permanecer no Brasil para a integralização de créditos e da defesa de tese.
A Bolsa Sanduíche possibilitará que a aluna Nathanne permaneça na Universidade da Flórida, nos Estados Unidos, no período de setembro de 2018 a agosto de 2019, recebendo como benefícios: bolsa manutenção, seguro-saúde, auxílio- deslocamento, auxílio-instalação e adicional de localidade, quando necessário.

Projeto Temático Estuda Clima Espacial



 
O pesquisador Prof. Dr. Paulo Roberto Fagundes, docente do Programa de Pós-Graduação Stricto Sensu (Mestrado e Doutorado) em Física e Astronomia do Instituto de Pesquisa e Desenvolvimento da Univap, colabora com a equipe que trabalha na instalação da Rede Embrace de Magnetômetros (Embrace MagNet) na América do Sul, coordenada pelo Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe).
Os estudos da variação do campo magnético terrestre estão sendo realizados por pesquisadores do Inpe, da Univap e de outras instituições latino-americanas. No Brasil, o projeto conta com apoio da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (Fapesp), do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq), da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes), da Financiadora de Estudos e Projetos (Finep), da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Goiás (Fapeg) e na Argentina, por intermédio do Fondo para la Investigación Científica y Tecnológica (FonCyT), do Consejo Nacional de Investigaciones Cientificas y Técnicas (Conicet) e do Programa y Proyectos de Investigación da Universidade de Tucumán.
Com a criação da Embrace MagNet do Inpe, os pesquisadores sul-americanos não dependerão mais dos dados fornecidos por instituições dos Estados Unidos, da Europa e do Japão.
O objetivo central da rede formada por Magnetômetros (Instrumentos utilizados em medidas de intensidade de um campo magnético) é estudar as particularidades e especificidades das perturbações no campo magnético bem como possíveis efeitos nocivos do clima espacial em aparelhos eletrônicos sobre a América do Sul para determinar a intensidade em relação ao que ocorre no resto do mundo.
O Auxílio à Pesquisa, concedido pela Fapesp por intermédio do Processo 12/08445-9, levou em consideração vários aspectos para a aprovação do Projeto Temático sob a responsabilidade do Prof. Dr. Paulo Fagundes, denominado “Estudo da variabilidade dia a dia da mesosfera, termosfera e ionosfera em baixas latitudes e região equatorial, durante o ciclo solar 24”, entre eles, a publicação dos 113 artigos científicos em revistas indexadas e das 1500 citações sobre suas pesquisas.
Os integrantes do grupo também possuem experiência em elaborar e executar projetos de pesquisa e têm uma produção científica consolidada. Os pesquisadores já aprovaram dez (10) auxílios regulares de pesquisa e vários outros auxílios, entre eles, bolsa de iniciação científica, bolsa de mestrado e doutorado e participação em reuniões científicas.

Programa de Saúde e Bem-Estar da Univap

O Programa de Saúde e Bem-Estar da Univap é uma iniciativa do curso de Educação Física da Faculdade de Educação e Artes (FEA), que visa trazer qualidade de vida aos seus usuários por intermédio da prática esportiva lúdica, melhorando o condicionamento físico, prevenindo doenças e cuidando do corpo de modo a manter a saúde física e mental.

 

O Programa oferece aos alunos, funcionários e à comunidade em geral aulas de musculação, escola de natação e avaliação física para atletas de performance. Os trabalhos são realizados por intermédio de profissionais capacitados e a baixo custo, de modo a tornar possível o acesso dos serviços a todos os públicos.
Poderão participar do referido Programa alunos regularmente matriculados nos cursos de graduação e de Pós-Graduação; empregados da FVE (corpo docente e corpo técnico administrativo) e seus dependentes legais; empregados e/ou integrantes das empresas sediadas no Parque Tecnológico Univap; prestadores de serviços e demais empresas sediadas no Campus Urbanova, com contratos regulares e vigentes; público externo.
Em constante evolução quanto ao número de atividades propostas, o Programa pretende estender futuramente as atividades incluindo aulas de dança, treinamento funcional e escolinha de artes marciais.
Na Academia os valores cobrados variam entre R$ 25,00 a R$ 50,00 mensais e na Escola de Natação, entre R$ 40,00 a R$ 70,00, e as avaliações físicas/ergoespirometria com valores fixos de R$ 180,00.
As aulas e avaliação físicas são realizadas de segunda a sexta-feira e os horários de funcionamento serão fornecidos na Secretaria da FEA, por intermédio dos telefones: (12) 3947-1246 ou 3947-1008.

55 Anos FVE


Incubadora Tecnológica


Patrimônio e Cultura – INIC


Odonto Bebê


  Agenda de Atividades Acadêmicas - 2018
 
 
Semanas/Jornadas/Feiras/Simpósios/Encontros/Palestras/Minicursos
Processo Seletivo/Congressos/Outros
I Congresso Nacional de Educação – Tecnologia, Pesquisa e Desafios na Educação Brasileira (FEA)

De 3 a 5 de setembro
Dia do Biólogo (FEA)

3 de setembro
Dia do Médico Veterinário (FCS)

9 de setembro
Dia do Administrador (FCSAC)

9 de setembro
Mutirão de Audiências de Conciliação (Aniversário do Código do Consumidor) – Núcleo de Práticas Jurídicas da FD

Parceria entre a Faculdade de Direito e Procon de São José dos Campos

Horário: das 13h às 17h

Local: Campus Castejón

11 de setembro
Dia Nacional da TV (FCSAC)

18 de setembro
Dia do Rádio (FCSAC)

25 de setembro
II Colóquio Psicopedagógico da Univap 2018

Meu Aluno Não Aprende: Medicar ou Tratar?

Horário: das 19h às 22h

Local: Ceplade – Bloco 8 – Campus Urbanova

Organização: PosGrau

27 de setembro
Dia do Fisioterapeuta (FCS)

13 de outubro
Dia do Professor – Institucional

15 de outubro
Semana da Engenharia, Arquitetura e Urbanismo (FEAU)

22 a 24 de outubro
Dia do Cirurgião Dentista (FCS)

25 de outubro
XXII Encontro Latino Americano de Iniciação Científica (Institucional)

25 e 26 de outubro
Novembro Azul – Comemoração (FCS)

1 de novembro
Dia do Radialista (FCSAC)

6 de novembro
4º Open Campus (Institucional) – Das 13h às 18h

9 de novembro
Dia da Consciência Negra (FCSAC)

20 de novembro
Dia do Biomédico (FCS)

20 de novembro
ExpoComArte (FCSAC)

20 de novembro
Festa de Natal do Centro de Práticas Supervisionadas (FCS)

14 de dezembro
Férias Coletivas – 2º Período – Institucional

21 a 30 de dezembro
Observatório de Astronomia e Física Espacial

Campus Urbanova da Univap

Visita gratuita e aberta ao público em geral

Escolas e Grupos com mais de 5 pessoas: Visitas agendadas com antecedência por e-mail: observatorio@univap.br

Site: www.univap.br/observatorio

Quartas-feiras
A partir das 19h
Programa de Educação Ambiental: Borboletário, Serpentário e Viveiro de Plantas Medicinais do Centro de Estudos da Natureza (CEN) no Campus Urbanova − São José dos Campos

Público Alvo: Escolas Públicas e Privadas

Agendamento com antecedência pelo e-mail: cen@univap.br ou por intermédio do telefone: (12) 3947-1019

Observação: O Programa de Educação Ambiental no CEN é acompanhado por alunos/monitores.

Visitas: de terça a quinta-feira

Horário: das 14h às 16h30

Visitas Agendadas
Visitas Gratuitas e Monitoradas às Antigas Cavas de Areia em Processo de Recuperação na Univap - Campus Urbanova

Projeto: Educação Ambiental x Recuperação de Áreas Degradadas: Fundamentos para o Desenvolvimento Sustentável

Local: Imediações da Faculdade de Engenharias, Arquitetura e Urbanismo − Antiga Fazenda do Poço − Campus Urbanova

Público Alvo: Estudantes e Professores do Ensino Fundamental e Médio − Escolas Públicas e Privadas

Informações: Laboratório de Ciências Ambientais − Instituto de Pesquisa e Desenvolvimento (IP&D) da Universidade

Telefone: (12) 3947-1082 − Período da Tarde

E-mail: cavas@univap.br

Visitas Agendadas