213ª Edição - Ano VI
De 03 a 20 de abril/2014
 

 
Proposta do Curso de Medicina da Univap
Projeto, Infraestrutura e Corpo Docente Qualificado


A Diretora da FCS, Profª Emília Ângela (Mirela)
 
A Lei 12.871, aprovada no Congresso Nacional em 2013, traz avanços significativos para a saúde da população. Ela propõe a reforma do ensino médico com novos currículos e a criação de mais vagas em cursos de Medicina e em residência médica e a fixação de médicos em regiões remotas do Brasil, pequenos municípios e regiões periféricas dos grandes municípios.
O conteúdo da referida Lei faz parte de um amplo pacto de melhoria do atendimento aos usuários do Sistema Único de Saúde (SUS), que prevê mais investimentos em infraestrutura dos hospitais e unidades de saúde, além de levar mais médicos para regiões onde há escassez e ausência de profissionais. O Programa, em parceria com o Ministério da Educação, prevê a criação de 11.447 novas vagas de graduação em Medicina no país, sendo 3,6 mil a serem criadas em instituições públicas e 7,8 mil em instituições privadas.
As diretrizes para esses cursos são inovadoras: aproximam as instituições de ensino da rede de serviços de saúde do SUS; orientam a inclusão do aluno nesta rede desde o primeiro ano; estimulam o uso de metodologias ativas de aprendizagem na estrutura curricular e promovem a formação humanística dos futuros médicos, aliada à técnica. O município de São José dos Campos, pré-selecionado para a implantação de um curso, receberá em breve visita de uma Comissão de Consultores da Secretaria de Regulação e Supervisão do Ensino Superior (SERES), do MEC, para avaliação da infraestrutura do município e de sua condição para implantação do curso. Após essa avaliação, o MEC divulgará o resultado final dos municípios selecionados e lançará novo chamamento público direcionado às Instituições de Ensino para elaboração dos projetos de cursos, que devem seguir as diretrizes propostas. A Univap está preparada para esse chamamento: além da reconhecida estrutura física e competência do corpo docente, o projeto da Faculdade de Medicina, construído com assessoria externa e de forma participativa com um grupo de docentes, está estruturado e contempla as diretrizes do MEC. O Dr. Gilson Carvalho, médico pediatra sanitarista da cidade, está colaborando com a Universidade, visando aprimorar a dimensão cidadã da proposta e aproximá-la das necessidades da rede de saúde. A Diretora da Faculdade de Ciências da Saúde, Profª Drª Emília Ângela Lo Schiavo Arisawa, tem participado ativamente dos espaços nacionais de debates sobre as novas regras curriculares e do edital.

Dr. Gilson Carvalho, Coordenador do Curso
de Medicina
 
Drª Paula Carnevale Vianna durante o
Congresso em Vancouver, Canadá

No mês de março, a Profª Drª Paula Carnevale Vianna, membro da equipe do curso de Medicina da Univap, participou em Vancouver, Canadá, do IV Congresso Nacional de Humanidades em Medicina, com a apresentação do trabalho: Há saúde fora do homem na contemporaneidade? Uma reflexão filosófica baseada nas figuras de homem de Francis Wolff.
O Congresso de Vancouver discutiu a necessária inclusão da dimensão humanística na formação dos profissionais de medicina - um desafio mundial no qual diversas estratégias vêm sendo experimentadas.
Simultaneamente, na Sede da Universidade, em São José dos Campos, a Profª Drª Cláudia Soar (Curso de Nutrição), Prof. Dr. Mário Oliveira Lima (Curso de Fisioterapia) e a Profª Drª Paula Carnevale Vianna (Docente da FCS), juntamente com a Diretora da FCS, Profª Drª Emília e o Prof. Dr. Gilson (Curso de Medicina), têm se reunido com a equipe da Secretaria de Saúde a fim de integrar-se no preparo do município para a visita da Comissão e discutir a efetivação de parcerias que qualifiquem a formação dos futuros alunos e atendam às necessidades da rede, beneficiando o cidadão e a sociedade. Dessa maneira, a Univap torna público que o processo de elaboração do projeto já rendeu muitos frutos positivos e está empenhada para que o objetivo possa ser alcançado.

Fonte: FCS

  << Voltar