187ª Edição - Ano V
De 4 a 10 de março/2013
 

 
Encontro sobre "Ensinar na Universidade"

A Profª Maria Tereza Dejuste durante a apresentação
 
A Univap, por intermédio da Coordenadoria de Avaliação, sob a responsabilidade da Profª Drª Maria Tereza Dejuste de Paula, coligada à Pró-Reitoria de Graduação, Educação Continuada e Avaliação, vem realizando desde o final do ano passado uma série de reuniões com o corpo docente das Faculdades, a fim de discutir e de propor melhorias na qualidade do ensino superior na Univap.
Como parte da programação, dia 28 de fevereiro, no período da tarde, foi realizado um encontro no Centro de Planejamento e Desenvolvimento da Educação (Ceplade), no Campus Urbanova, sobre a temática Ensinar na Universidade. O objetivo desse encontro com os professores foi focar a tarefa de ensino e as questões que a atravessam quando se busca qualidade. Na ocasião, foram discutidas diferentes dimensões, como o cenário e as demandas atuais da formação do aluno no ensino superior; o perfil do aluno universitário; as competências, habilidades e saberes necessários ao professor atual e os fatores que podem influenciar na qualidade da educação e do ensino universitário.
De acordo com a Profª Maria Tereza, atualmente, as universidades estão preocupadas com a qualidade do seu ensino e não somente com a da pesquisa e, consequentemente, com a necessidade de o corpo docente possuir saberes e competências não somente relativos à sua área de conhecimento ou do conteúdo que pesquisa e ensina, mas, também, aqueles relativos à competência pedagógica para ensinar. Tem sido reconhecido que a extrema complexidade e especificidade da tarefa docente demanda o abandono da ideia de que ensinar se aprende apenas ensinando e manter a visão de que um professor é um profissional específico da área. Outro fator levado em conta no encontro foi a necessidade de a docência ser centrada na aprendizagem do aluno e não no ensino, como tradicionalmente se concebe a tarefa docente. Nessa visão, compartilhada por diferentes estudiosos sobre o ensino superior, o professor tem como papel não somente apresentar e explicar os conteúdos aos alunos, avaliando-os depois, mas, também, ser reflexivo e problematizador, tendo em vista otimizar essas aprendizagens a partir de necessidades detectadas e das diferenças dos alunos.

Vista parcial do Auditório do Ceplade
 
A troca de experiência durante o Encontro

Outros temas também foram focados no encontro, entre eles, a visão de atribuir ao ensino e ao professor a responsabilidade partilhada com a do aluno quando se busca o sucesso da aprendizagem; o papel institucional no sucesso da aprendizagem na universidade (principalmente a partir de componentes como o incentivo à boa docência); a visão institucional sobre o que é ensino e o apoio ao ensino e aos docentes; as diferentes concepções de ensino e suas implicações para a aprendizagem do aluno (abordagem superficial e a profunda de aprendizagem do aluno). Na abordagem profunda o aluno desenvolve interesse, dá importância à aprendizagem, tem satisfação ao aprender e tem questões sobre o que aprende. Ao realizar as tarefas de aprendizagem ele tenta focar no significado subjacente nas ideias principais, temas, princípios ou aplicações do que está sendo aprendido. Para alguns autores, uma das condições, entre outras, para melhorar o ensino, é cuidar dos fatores que encorajam o aluno a abordar a aprendizagem de maneira profunda.

 

<< Voltar