159ª Edição - Ano IV
De 16 a 22 de abril/2012
 

 
  Posse da Nova Reitoria da Univap e de
Membros dos Conselhos Administrativo e Fiscal na FVE


 
 
 
O Reitor, Prof. Jair e a Vice-Reitora, Sandra Costa
A Fundação Valeparaibana de Ensino (FVE) organizou, dia 18 de abril de 2012, no Auditório da Biblioteca Central, no Campus Urbanova, a cerimônia de posse do Reitor eleito, Prof. Dr. Jair Cândido de Melo, da Vice-Reitora, Profª Drª Sandra Maria Fonseca da Costa, membros do Conselho de Administração, membros do Conselho Fiscal e do Reitor, junto ao Conselho Curador da FVE.
Os órgãos superiores da FVE são compostos pelos Conselho Curador, Conselho de Administração, Presidência e o Conselho Fiscal.
O Conselho Curador, Órgão Colegiado Soberano da FVE, possui a incumbência de garantir o patrimônio e zelar pelo cumprimento da Missão e dos Objetivos da FVE, impulsionando o planejamento da instituição e fiscalizando o alcance de suas metas. O Conselho de Administração deve garantir a estabilidade econômico-financeira da FVE e zelar pelos valores e propósitos da organização, responsabilizando-se pela formulação e monitoramento das estratégias corporativas, definição das políticas operacionais e controle dos resultados gerados. A Presidência da FVE é exercida por um Presidente que também preside os Conselhos Curador e de Administração, sendo responsável pela direta gestão da FVE, pela integração e coordenação de suas atividades operacionais, cabendo-lhe cumprir as diretrizes administrativas e políticas estabelecidas pelos Conselhos Curador e de Administração.
O Conselho Fiscal é Órgão Autônomo, Consultivo do Conselho Curador, com a incumbência da fiscalização econômico-financeira da FVE.
O exercício das funções inerentes à Presidência e aos Conselhos da FVE não será remunerado, direta ou indiretamente, a qualquer título, nem haverá distribuição de quaisquer excedentes operacionais da instituição auferidos no exercício de suas atividades, sejam brutos ou líquidos, dividendos, bonificações, participações ou parcelas do seu patrimônio. Os recursos da FVE serão aplicados integralmente na consecução de sua Missão e seus Objetivos sociais.
Na cerimônia realizada no Auditório da Biblioteca, no Campus Urbanova, estiveram presentes funcionários, professores e alunos do Sistema FVE de Educação, além de outros convidados.


 

Fizeram parte da mesa de trabalhos o Reitor eleito, Prof. Dr. Jair Cândido de Melo; o Ex-Reitor da Univap, Prof. Dr. Antonio de Souza Teixeira Júnior; o Presidente da FVE, Prof. Me. Samuel Roberto Ximenes Costa; a Curadora de Fundações da 7ª Promotoria de Justiça do Ministério Público do Estado de São Paulo, Drª Ana Cristina Ioratti Chami e a Vice-Reitora eleita, Profª Drª Sandra Maria Fonseca da Costa (foto).

Mesa de trabalhos
 
O Prof. Jair, a Sra. Cecília Uehara
e a Profª Sandra
 
O coquetel

Os membros do Conselho de Administração e do Conselho Fiscal da FVE, eleitos pelo Conselho Curador, conforme estabelecido no artigo 28 do Estatuto da Fundação, foram eleitos no dia 9 de abril, para o mandato de quatro anos.

Membros do Conselho de Administração
Experiência em Governança e Gestão
Eleito
Nº de Votos
Prof. Dr. Paulo Tadeu de Mello Lourenção 21
Eng. Orlando Eugênio de Carvalho 02
Visão Estratégica em Ciência, Tecnologia, Desenvolvimento e Inovação Tecnológica
Eng. Vicente de Paula Barbosa 24
Capacidade de Avaliar Relatórios Gerenciais, Contábeis e Financeiros
Prof. Me. José César de Faria 26
Sr. José Hamilton de Faria 21
Experiência em Governança e Gestão de Projetos, preferencialmente
urbanísticos-imobiliários
Prof. Dr. Pedro Ribeiro Moreira Neto 22
Conhecimento e experiência da legislação aplicável às fundações, às instituições de assistência social na área de educação e sem fins lucrativos
Drª Maria Cristina Goulart Pupio Silva 22

 
Prof. Pedro, Prof. Paulo Lourenção, Dra. Cristina,
Sr. José Hamilton, Eng. Orlando, Eng. Vicente,
o Presidente da FVE, Prof. Samuel e o Prof. José César


Membros do Conselho Fiscal

Membros Efetivos
Eleito
Nº de Votos
João Carlos Schimidt Machado 17
Ricardo Augusto Scarpel 15
Maurício Benedito Mendonça 14
Membros Suplentes
José Inácio Rosa 12
Adriana Faria Alves 11

 
Adriana, Inácio, o Presidente da FVE, Prof. Samuel,
João Carlos, Maurício e Ricardo Scarpel




Reflexão
 
Prof. Dr. Jair Cândido de Melo
Reitor da Univap

O Olhar

No dia de hoje gostaria de falhar-lhes do olhar. E por que o olhar?
Porque a vida é consequência da ótica pela qual a enxergamos. E, nesse sentido todos nós deveríamos aguçar a nossa visão, para discernir o que temos e o que somos. E a partir daí decidirmos como e para onde teremos que ir.
O olhar dirigido para o horizonte é o sonhar, prática importante para que idealizemos e formatemos nossos objetivos. Nada melhor do que o sonho para alimentar a nossa disposição em prosseguir.
Um olhar importante que devemos praticar é o olhar para dentro de nós mesmos, que nada mais é que a reflexão. A efervescência do mundo moderno tende a nos impor um ritmo de caminhada automatizada, levando-nos às vezes a andarmos em círculos ou aleatoriamente.
A reflexão nos dá meios de avaliarmos se estamos indo em direção aos alvos e às correções de rotas necessárias. Também a reflexão diz quem somos, quais as nossas potencialidades, nossas possibilidades e quais os nossos talentos. E para aqueles que têm nobreza de espírito, como colocar tudo isso a serviço daqueles que nos cercam. Também se faz necessário que se olhe em quatro outras direções: Para trás, para os lados, para o alto e para frente.
Para trás, porque explica o nosso hoje.
Do ponto de vista pessoal, quando olho para trás, vejo quanto Deus me privilegiou em ter colocado, à minha frente, pessoas maravilhosas que participaram do plasmar do meu ser. E, em quantas jornadas estive presente, onde inúmeras pessoas se entrelaçaram para em conjunto dedicar-se ao afã de construir. Não vou elencá-las, mas quero registrar que elas foram instrumentos fundamentais para a minha trajetória, a satisfação do meu viver e o sentimento do dever cumprido. Aqui mesmo neste auditório, existem várias pessoas que se enquadram nesse caso.
Do ponto de vista institucional, a nossa querida Univap é fruto dos vários personagens que participaram até aqui do seu script, uns ainda presentes; outros ausentes. A todos eles reverencio, pois não se vive um script sem atores.
Para trás, para olharmos o que já fizemos e avaliarmos o quanto teremos de fazer. Para trás, para darmos graças pelo que já conquistamos e por aqueles que estiveram conosco nessas conquistas.
O para trás nos serve para mostrar que vale a pena semear. O para trás nos confirma que temos que desenvolver a paciência de esperar, pois as coisas ocorrem nos seus tempos.
Para o lado, para trazermos junto de nós pessoas que acreditam que é possível e sabe que basta unirmos nossas forças, e muito poderá ser feito.
Para o lado, para vermos que existem pessoas desesperançadas, fragilizadas, às quais temos que ter a nobreza de estendermos as nossas mãos. Elas estão clamando pela nossa ajuda.
Também para o lado, por que poderemos contribuir para que muitas pessoas tenham um futuro mais auspicioso.
Para o lado, para comemorarmos em conjunto as nossas conquistas.
E, para a frente, porque muitas coisas estão por vir e temos que acalentá-las com os nossos sonhos e desenvolvermos a dinâmica para realizá-las.
Para a frente, para dizer que o futuro nos pertence, em parte é uma folha em branco, cabendo-nos escrever uma história marcante. História esta a ser escrita a muitas mãos e com muito amor.
Para o alto, para não sonharmos pequeno.
E muito mais para o alto, para reconhecermos que somos muita coisa, mas não somos tudo. Que somos dependentes uns dos outros e todos nós de Deus.
Eu sei que o momento é de esperanças e de alentos. Sei que vocês confiaram em mim e podem ter certeza que adentrei nesta jornada com a nobreza de servir e realizar o melhor. Mas também gostaria de dizer-lhes que toda a minha motivação foram vocês.
Eu estou aqui, porque confio em vocês.
Em termos dos muitos olhares, gostaria de plagiar Soren Kierkergaard, filósofo dinamarquês: “A vida só pode ser compreendida, olhando-se para trás; mas só pode ser vivida, olhando-se para frente.”
E para finalizar, só me resta dizer: Que o nosso bom Deus nos ajude e olhe por nós.


Posse junto à Reitoria da Univap
18 de abril de 2012



 
 
 


 
 

<< Voltar