169ª Edição - Ano V
De 13 a 19 de agosto/2012
 

 
Projeto Rondon Operação Açaí
Julho de 2012


 
Alunos e professores da Univap cumpriram com sucesso a Operação Açaí do Projeto Rondon, realizada de 5 a 21 de julho, na cidade de Tracuateua, conhecida como a cidade dos Ipês, em Belém do Pará. Pela Univap participaram o Prof. Dr. Alberto Resende Monteiro, biólogo e coordenador geral do Projeto Rondon pela Universidade, a Profª Drª Sonia Khouri, coordenadora do curso de Biomedicina da Faculdade de Ciências da Saúde (FCS) e oito alunos de diversos cursos de graduação (Engenharia Ambiental, Serviço Social, Biomedicina e Odontologia).A equipe da Univap foi acompanhada pelo Sargento Lobato, Fuzileiro Naval da Marinha do Brasil, que realizou no município de Tracuateua, de 18 mil habitantes, ações sociais voltadas ao meio ambiente, comunicação, trabalho e tecnologia social. O Projeto Rondon, coordenado pelo Ministério da Defesa, permite que alunos universitários, na condição de voluntários e durante as férias acadêmicas, atuem em ações socioeducativas em municípios distantes dos grandes centros urbanos e carentes de recursos. O Rondon é uma ferramenta de extensão que as Instituições de Ensino Superior (IES) públicas e privadas do Brasil utilizam para desenvolver projetos práticos e em função das temáticas apresentadas por intermédio de convite (edital) público do Ministério da Defesa às IES brasileiras. A equipe da Univap, que atuou em parceria com a Universidade Positivo de Curitiba (PR) no município de Tracuateua, ficou alojada durante 12 dias na Escola Estadual Coronel Pinheiro Júnior. Para o coordenador do acordo de cooperação entre a Univap e o Projeto Rondon do Ministério da Defesa, Prof. Dr. Alberto Resende Monteiro, a cada ano de participação no Projeto Rondon, a Universidade aprimora seus conhecimentos no campo da extensão universitária e obtém competências para formar novas equipes de estudantes que irão atuar em futuras operações. Ele relembra ainda a primeira participação da Univap, quando da reativação do Projeto Rondon em 2005, no município de Tabatinga (AM), com uma equipe de três alunos e dois professores, e enfatiza que a partir daquele ano a Universidade foi aprovada para atuar, sucessivamente, em todas as operações. "Nesses oito anos de Projeto Rondon, cerca de 90 alunos de diversos cursos superiores da Univap tiveram a oportunidade de participar de um dos, se não, o maior projeto social coordenado pelo Governo Federal, envolvendo as universidades brasileiras e prefeituras dos municípios. As experiências que os universitários vivenciam ao longo dos dezesseis dias em que participam do Projeto Rondon, de forma totalmente voluntária durante as férias acadêmicas, têm um peso extraordinário no processo de formação profissional, cívica, moral e pessoal dos futuros dirigentes da nação. Quero aproveitar esta oportunidade para agradecer à Universidade do Vale do Paraíba (Univap) e à Coordenação Geral do Projeto Rondon/Ministério da Defesa por todo o apoio, crédito e confiança dispensados ao longo de todos esses anos. Guardo comigo maravilhosas e emocionantes lembranças de todas as Operações em que atuamos e observo que após cada uma, os universitários regressam mais amadurecidos e cônscios do seu papel cidadão, para o futuro que os espera. Com total convicção, posso dizer: 'Dever cumprido! Brasil, acima de Tudo!" – enfatiza o Dr. Alberto Resende Monteiro.

 

Para a aluna Bárbara Silva Barbosa, do 6º período semestral (3º ano), do curso de Engenharia Ambiental da Faculdade de Engenharias, Arquitetura e Urbanismo (FEAU), é difícil descrever em palavras tantos sentimentos vividos e experimentados em dezesseis dias. "É muito mais do que falavam ... mais que um projeto ... mais que uma viagem de extensão universitária! É algo que muda a concepção de vida que temos, mostra um Brasil que não fazemos ideia que existe. Uma mistura de aprendizado com lição de vida, cultura e crenças. As experiências compartilhadas são bagagens sem preço, incomparáveis. Se todos tivessem essa oportunidade, saberiam o quanto é valioso querer dividir algo com pessoas tão simples e descobrir que se tem muito mais a receber e aprender do que tentar passar algum conhecimento. A Operação Açaí do Projeto Rondon, em julho 2012, foi um processo de transformação no qual eu tive a honra de poder participar e agradeço por isso. Não há meio de se envolver numa operação como essa e voltar a ser a mesma pessoa. As mudanças são evidentes e mostram o quanto é importante fazer a minha parte para construção de um país mais justo e melhor, mesmo que eu tenha feito tão pouco e de maneira tão simples".



 

<< Voltar