119ª Edição - Ano III
De 14 a 20 de março/2011
 

  Projeto Rondon: Missão Cumprida em São João do Sabugi/RN

 
 
 
Equipe Univap/Unifenas
Alunos e professores que participaram dos trabalhos da Operação do Projeto Rondon no município de São João do Sabugi, no Rio Grande do Norte, cumpriram a missão no período de 22 de janeiro a 7 de fevereiro de 2011.
Os temas desenvolvidos junto às comunidades envolveram questões sobre o trabalho, o comércio, meio ambiente e tecnologias alternativas.
Para registrar a participação da Univap neste projeto, alunos e professores criaram um blog e postaram fotos, impressões que tinham de cada ambiente visitado, as experiências adquiridas, relatos de moradores, comentários e as atividades desenvolvidas antes, durante e depois de cada jornada.
A rondonista Clarissa Resende Grassi de Lima, aluna do 7º período semestral (4º ano) do curso de Farmácia da Faculdade de Ciências da Saúde (FCS), faz um relato emocionante da experiência vivida, não só por ela, mas que representa o sentimento de todos aqueles que tiveram a oportunidade de participar deste importante Projeto do governo Federal, do qual a Univap é parceira desde janeiro de 2005.

 
“O projeto se concretizou. Na mala não levamos somente roupas, papéis e materiais, mas colocamos toda a nossa esperança, dedicação, disposição e principalmente, a paixão. Este programa do governo é um projeto tão nobre e envolvente que nenhuma palavra consegue resumir o que sentimos desde o dia que realizamos a nossa primeira reunião em agosto de 2010, até nos sentirmos de fato, rondonistas.
A expressão mais adequada para tentar definir o que sentimos em cada momento seja mesmo a paixão. As noites em claro desenvolvendo projetos, os finais de semana deixando a família para participar das reuniões, o papo de sempre sobre o Rondon, as ideias que não podem se perder, o voltar à infância para treinar brincadeiras, a mobilização de todos que cruzam o nosso caminho e que apóiam o projeto e a tristeza de muitos colegas (com um tremendo potencial) que não passaram na seleção da Universidade para participar das Operações do Projeto Rondon. Os poucos selecionados, porque as equipes são pequenas, sentem uma imensa alegria e ao mesmo tempo uma grande tristeza por aqueles que não tiveram a mesma oportunidade. Mas temos que continuar a caminhada. O comprometimento de todos faz surgir um forte sentimento de amizade e que compartilham do mesmo ideal: doar-se!
Doar-se na busca de conseguir, em apenas dezessete dias, a confiança de pessoas que não nos conhecem, que acreditem nas propostas que desenvolvemos para que elas tenham uma melhor qualidade de vida.
A emoção maior é que não éramos apenas nós da Univap, dez pessoas no total, oito alunos e dois professores, mas 1.600 rondonistas de todos os cantos do País, tentando despertar: um Brasil mais brasileiro.
Creio eu que conseguimos! Conquistamos a confiança do povo sabugiense e sabe por que? Porque foi uma troca de corações. Entregamos os nossos e recebemos os deles. Todos perguntam: - Para ser rondonista tem que chorar? Na realidade é que sendo um rondonista não tem como não chorar. Chorar de alegria, de saudade, de vontade de permanecer, de perceber a superação de cada um.
Dezessete dias apenas é muito pouco para ensinar informática, questões ambientais, comunicação e empreendedorismo, mas de uma forma ou de outra, por intermédio do Projeto Rondon consegue-se em dezessete dias fazer milagres e trabalhar junto com a comunidade para que ela aprenda o que fazer e a construir sonhos com as ferramentas que possuem na própria comunidade, mesmo após a nossa partida. No entanto, dezessete dias pode ser muito quando se trata de apego, de carinho. Carinho entre nós rondonistas e carinho entre a comunidade e nós. Simplesmente nos sentimos ligados a eles pra sempre, e creia que é verdade quando um rondonista diz: “Aprendi muito mais com eles do que ensinei”.


Serra do Mulungu – São João do
Sabugi
 
Conhecendo a cidade e a
população

O que trouxemos na bagagem? Muito mais que fotos e lembrancinhas. Voltamos com excesso de lembranças, de sentimentos, de saudade, de aprendizagem e bem diferentes. Com um coração mais humano que precisou ser muito forte pra aguentar tantas emoções. Li num trecho de uma mensagem, “Não basta olhar o mapa do Brasil aberto sobre a mesa, é necessário andar sobre ele e sentir de perto as angústias e esperanças do povo”. Essas angústias e esperanças nós vivenciamos de perto e sentimos no olhar de cada um que cruzou o nosso caminho, seja criança, idoso, jovem e até mesmo o nosso anjo (sargento). Descobrimos que criamos não só uma paixão pelo Brasil, mas uma maior ainda: por Brasileiros.
Como diz a música que criamos: Rondonistas para sempre é o que nós iremos ser... em Sabugi ou em qualquer das regiões... em alvoradas, nos momentos de lazer, amigos para sempre”.
 
 


Palestra sobre o Dia da Mulher
 
Teatro orienta a reduzir, reciclar e
reutilizar
 
Rondonistas entregam certificado
aos participantes do curso de
Informática

O coordenador geral do Projeto Rondon da Univap, Prof. Dr. Alberto Resende Monteiro, em entrevista ao Informativo Diálogo faz uma análise geral deste trabalho e também da equipe da Universidade que atuou em São João do Sabugi, no Rio Grande do Norte.
“A trilogia ensino, pesquisa e extensão constitui o alicerce das Instituições de Ensino Superior (IES) sejam elas privadas ou públicas. Em geral, se diz que a extensão é a “prima pobre” das universidades, mas não acredito nesta expressão, pois a importância é igual. Se todos os universitários brasileiros desde o Arroio ao Chuí tivessem a oportunidade de participar do Projeto Rondon, estou certo que teriam algo a mais em suas formações acadêmicas. A experiência será ímpar levando à reflexão sobre a forma positiva que contribuirá na vida pessoal e profissional dos universitários. O exemplo vem do depoimento extraordinário da aluna Clarissa que participou da equipe Univap-Rondon durante a Operação Seridó (RN). Em todos estes anos, motivando, selecionando e destinando alunos de diversos cursos superiores da Univap, aos mais diversos rincões desta nação, por meio do Projeto Rondon para desenvolverem ações sócioeducativas, observo o quão importante é esta ferramenta para o desenvolvimento da extensão universitária que possibilita dentre vários objetivos, o despertar para a cidadania nestes jovens, futuros profissionais que estarão cuidando dos destinos do Brasil. Fico extremamente contente em ler o depoimento emocionante, sério e verdadeiro de nossa aluna rondonista, que reflete o espírito do Projeto e deixa claro o que é “vestir a camisa”. Cumprir a sagrada missão rondonista de formar multiplicadores nas localidades trabalhadas não é tarefa fácil, porém a aluna deixa claro que a missão foi cumprida visando a melhoria da qualidade de vida de nossos irmãos brasileiros, e neste âmbito todos saem ganhando.
A Univap desde a sua inserção no Projeto Rondon trabalha em parceria com outras IES, sendo que nesta última Operação, atuou pela segunda vez, em conjunto com a Universidade Federal de Alfenas (Unifenas). Quero nesta oportunidade parabenizar as duas equipes (Unifenas e Univap) pelas excelentes relações estabelecidas nos campos profissional, coleguismo e solidariedade e, por fim, agradecer a todos em especial à Equipe Univap-Rondon pelo cumprimento da missão delegada em sua íntegra e pelo exemplar trabalho realizado junto à comunidade de São João do Sabugi (RN).
Aproveito a ocasião também para agradecer o fundamental apoio da Reitoria da Univap e ao Projeto Rondon /Ministério da Defesa por acreditar no trabalho desenvolvido por nossa Instituição no decorrer de todos esses anos.
Saudações Rondonistas”
.


Capacitação sobre o meio
ambiente
 
Brincadeiras na praça
 
Reunião no retorno da viagem

Equipe participante das Operações do Projeto Rondon
Período: 22 de janeiro a 7 de fevereiro de 2011
Local: São João do Sabugi - Rio Grande do Norte

Aluno/Professor
Área
Thiago Lopes
Engenharia Ambiental/FEAU
Janaína Lopes
Pedagogia/FEA
Clarissa Resende
Farmácia/FCS
Jaciara Portela
Nutrição/FCS
Victória Zanato
Engenharia Ambiental/FEAU
Fernanda Costa
Farmácia/FCS
Débora Keila
Fisioterapia/FCS
Rozaldivo Pereira
Engenharia Ambiental/FEAU
Profª Liv Almeida
Nutrição/FCS
Profª Maria Auxiliadora Antunes
Administração e Ciências Contábeis/FCSAC
Acesse o endereço eletrônico e saiba mais sobre os trabalhos desenvolvidos
pelos estudantes da Univap junto ao Projeto Rondon:
http://univapnorondon.blogspot.com


Próximas Operações do Projeto Rondon – Julho/2011
Locais: Peixe-boi (AM), Oiapoque (AP), Arara Azul (MS) e Tuiuiú (MT)
www.univap.br


 
 

<< Voltar