140ª Edição - Ano IV
De 10 a 16 de outubro/2011
 

  Neurocientista Ministra Palestra Sobre Redes Neurais

 
 
 
O Prof. Dr. Mário e o Dr. Nicolelis
O Prof. Dr. Miguel Angelo Laporta Nicolelis, docente da Universidade de Duke e co-diretor do Centro para Neuroengenharia da instituição, nos EUA, fundador e diretor-científico do Instituto Internacional de Neurociências de Natal - Edmond e Lily Safra (IINNELS) - esteve no último dia 7 de outubro no Instituto Tecnológico de Aeronáutica (ITA), onde ministrou a palestra “Computando com Interfaces Cérebro-Máquina”.
Prestigiaram a palestra os docentes da Univap, o pesquisador e coordenador do curso Engenharia Biomédica, Prof. Dr. Mário Oliveira Lima, que também coordena o Laboratório de Engenharia de Reabilitação Sensório Motora e o Prof. Dr. Anderson Lobo, dos cursos de Graduação e Pós-Graduação Stricto Sensuem em Engenharia Biomédica.
Na ocasião, o neurocientista que logo após a palestra teve um encontro com professores, pesquisadores e alunos, salientou algumas questões técnico-científicas de suas pesquisas, os desafios tecnológicos e a expectativa de que haja maior interesse dos presentes, em colaborar ou mesmo em participar de seus projetos.
No encontro, o Prof. Mário, colocou a disposição do palestrante, o Laboratório de Engenharia de Reabilitação Sensório Motora da Univap para tratar de pacientes.
Nas pesquisas em neurociências sob a coordenação geral do Dr. Nicolelis que estão revolucionando diversas áreas, do entretenimento à medicina, permitirão a tetraplégicos andarem, possibilitará também maior controle sobre os sintomas de Parkinson pela estimulação elétrica da superfície da medula espinhal que eliminará os sintomas de tremores, lentidão de movimentos e dificuldade de caminhar.
Nas pesquisas sob a coordenação do brasileiro no campo da fisiologia de órgãos e sistemas, buscam integrar o cérebro humano com máquinas (neuropróteses ou interfaces cérebro-máquina). O objetivo das pesquisas é desenvolver próteses neurais para a reabilitação de pacientes que sofrem de paralisia corporal. Nicolelis e sua equipe foram responsáveis pela descoberta de um sistema que possibilita a criação de braços robóticos controlados por meio de sinais cerebrais. O trabalho está na lista do Instituto de Tecnologia de Massachusetts (MIT) sobre as tecnologias que vão mudar o mundo. Só para se ter uma idéia da dimensão da pesquisa, na Copa de 2014, no Brasil, um jovem tetraplégico vai usar um exoesqueleto, veste robótica controlada por pensamentos.
Em seu novo livro, "Muito além do nosso eu - A nova neurociência que une cérebro e máquinas, e como ela pode mudar nossas vidas" com 552 páginas, a ser lançado no próximo dia 22 de outubro, pela Editora Companhia das Letras, relata a trajetória desde as primeiras investigações em neurociências às pesquisas atuais e suas aplicações no dia a dia.

Fontes: Univap/ITA/O Globo/Último Segundo

 
  << Voltar