140ª Edição - Ano IV
De 10 a 16 de outubro/2011
 

  2º Encontro Internacional de Educação

 
 
 
O presidente do Instituto Paulo Freire, Prof. Dr.
Moacir Gadotti e o Prof. Dr. Valdir Borges
representante da Univap
O Prof. Dr. Valdir Borges, docente da Faculdade de Engenharias, Arquitetura e Urbanismo (FEAU) e da Faculdade de Educação e Artes (FEA), representou a Univap no 2º Encontro Internacional de Educação, realizado de 5 a 7 de outubro, em Osasco-SP.
Sob o tema “Currículo do povo que educa”, o Encontro reuniu professores, gestores, funcionários públicos, familiares, estudantes, pesquisadores e interessados no debate e na análise a respeito de temas relacionados à educação.
Por ocasião do Encontro o Prof. Borges apresentou a conferência: “Paulo Freire: Uma ética pedagógica libertadora à luz do contexto histórico-social do povo que educa”. O estudo defende o currículo como um artefato cultural, produtor de cultura, dentro e além dos muros da escola, por isso, a reflexão curricular, deverá considerar toda a conjuntura local e nacional, onde educandos e educadores estão inseridos. Sendo o Professor, nesta concepção, um intelectual público, que discute com a sociedade os temas a serem trabalhados na escola. Sem uma visão ampla e sistêmica da Sociedade é impossível construir a cultura e a identidade cultural de uma nação. Esta visão ampla, conjuntural e sistêmica está incluída no termo "histórico-social". Este modo científico de pensar está fudamentado na educação dialógica do educador Paulo Freire.
O 2º Encontro Internacional de Educação foi uma iniciativa da Prefeitura Municipal de Osasco, por intermédio da Secretaria de Educação, em parceria com o Instituto Paulo Freire e com apoio do Instituto Ciência Hoje, e da ONG Mais Diferenças.
O Prof. Dr. Valdir Borges, além das atividades acadêmicas na Univap, foi convidado também no mês de outubro, a fazer parte da Banca Examinadora de Doutorado no Programa de Pós-Graduação de Ciências da Religião da PUC-SP, junto aos Doutores: José Queiroz, Ceci Maria Costa Baptista Mariani, Afonso Maria Ligorio Soares, João Décio Passos e Bortolo Valle com a neo Doutora Neuza de Fátima Bradellero, que analisaram a tese de doutorado “Ser monge na era do vazio: um estudo do Mosteiro da Ressurreição e sua mensagem de felicidade na sociedade Pós-moderna”

 
  << Voltar