Centro de Estudos da Natureza

  • Quem são? 
    As borboletas e mariposas são insetos comuns e bem conhecidos por todos. Têm considerável importância econômica. A maioria das larvas de borboletas e mariposas se alimenta de plantas, mas a maneira de se alimentar difere de espécie para espécie. Não prejudicam o homem, pelo menos na fase adulta, e são muito diversificadas nos trópicos americanos. Multifacetadas “jóias” da natureza, as borboletas são transformadas pelo homem em símbolos de liberdade, leveza, luz, alegria, harmonia simétrica, renovação e renascimento (Morellato, 1992).

    Atividades de campo e laboratório 
    Após a coleta das espécies no Campus, as borboletas, lagartas ou ovos são transportados para o berçário, sendo identificados e/ou catalogados. Os exemplares adultos são reintroduzidos no viveiro, e os ovos ou lagartas permanecem no berçário até eclodirem e tornarem-se adultos. 

    Atividades educacionais do Borboletário 
    Além de ter como objetivo principal a preservação de borboletas, o Borboletário faz um trabalho educacional junto às escolas públicas e privadas do município com estudantes de Ensino Infantil, Fundamental e Médio. 

    Onde fica? 
    O borboletário fica localizado no Campus Urbanova da Universidade do Vale do Paraíba, que tem uma área superior a um milhão e trezentos metros quadrados, tendo o rio Paraíba como divisa em uma parte do seu terreno e uma vegetação diversificada, o que favorece o aparecimento de espécies variadas de borboletas. 

    Infraestrutura
    Localizado próximo ao Centro de Estudos da Natureza em uma área de 171,38 m2, sendo a área do berçário de 50,66 m2 e do viveiro de 120,72 m2 x 6 m de altura. 
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •