Notícias
Notícias

Colégio Técnico Antônio Teixeira Fernandes
40 Anos



O Colégio Técnico “Antônio Teixeira Fernandes”, conhecido popularmente como CTI, em referência ao seu antigo nome “Colégio Técnico Industrial”, celebra este ano o 40° aniversário de sua criação, integrando as instituições de ensino mantidas pela Fundação Valeparaibana de Ensino (FVE), junto com a Escola de Educação Infantil e de Ensino Fundamental, de Colégios de Ensino Médio e Técnico Profissionalizante e também da Universidade do Vale do Paraíba (Univap).

Autorizado a funcionar em 1969, com a denominação de Colégio Técnico Brigadeiro Paulo Victor da Silva, passou a oferecer cursos técnicos de Eletrônica e de Edificações, a partir de 1970.

Instalado no Campus Centro/Paraibuna desde a sua inauguração, o Colégio procura qualificar a mão-de-obra necessária a fim de atender a grande demanda do parque industrial que se instalou no Vale do Paraíba e, principalmente, no município de São José dos Campos.

No ano de 1972 o colégio passa a denominar-se Colégio Técnico Industrial de São José dos Campos.

Sob a direção da Profª Maria Inêz Júlio, a partir 1980, o Colégio foi reestruturado, passando a oferecer, a partir de 1981, vários cursos técnicos, em diferentes áreas do interesse local e regional, constituindo-se como um dos mais tradicionais de São José dos Campos.

Em 30 de junho de 1999, o Colégio passa a denominar-se “Colégio Técnico Antônio Teixeira Fernandes”, em homenagem ao Secretário que exerceu essa função de 1969 a 1999, quando faleceu.

Milhares de jovens que obtiveram conhecimento nos bancos escolares do Colégio Técnico, ajudaram a construir a história do município quanto à ciência e a tecnologia.

A meta da FVE/Univap, cumprida pelo Colégio Técnico, é educar estudantes para que sejam cidadãos capazes de pensar criticamente, analisar e procurar solucionar problemas da sociedade, sobretudo conhecedores de suas responsabilidades sociais.

Em entrevista ao Informativo Diálogo On-line da Univap, a Profª Maria Inêz, conta um pouco da história do Colégio, de sua atuação como Diretora, da infraestrutura oferecida aos estudantes e das comemorações dos 40 anos da Instituição.

Informativo Diálogo: De que forma foi estruturado o Colégio Antônio Teixeira Fernandes? A senhora poderia contar um pouco da história?
A história do Colégio Técnico está vinculada à caracterização da região, com a instalação das grandes indústrias, do CTA, da EMBRAER, da GM e do INPE, entre outras, e o consequente aumento na demanda por mão de obra qualificada em nível técnico.
Dessa forma, os primeiros cursos procuraram atender a essa demanda imediata e, com o acúmulo da experiência da instituição, e com o reconhecimento da comunidade joseense, o Colégio Técnico passou a oferecer outros cursos, em áreas cujo potencial viria a se formar, pela expansão da economia local e regional.
Essa estratégia mostrou-se eficiente e até hoje garante a atração de bom número de alunos, que nos procuram anualmente para obterá formação técnico e de Ensino Médio.


Informativo Diálogo: Inicialmente, quantos cursos eram oferecidos e como foram implantados?
Conforme o histórico que introduz a matéria, o Colégio iniciou com dois curso, um de Eletrônica e outro de Edificações, oferecidos a partir de 1970, conforme demanda identificada à época para essas áreas.
A partir daí, foram elaboradas pesquisas de mercado, inclusive junto às empresas da região, para identificação das áreas estratégicas para as quais seria necessária a formação de recursos humanos. Tal providência, além de colocar o Colégio Técnico em uma posição de vanguarda, contribui para o cumprimento da responsabilidade social da instituição, na oferta de formação de qualidade e direcionada à empregabilidade da comunidade.


Informativo Diálogo: Na atualidade, como o Colégio funciona?
Atualmente o Colégio oferece, além do Ensino Médio regular, que qualifica os alunos para o acesso à graduação, 11 (onze) cursos técnicos, em diferentes áreas de formação, tendo inclusive sido credenciado pelo Conselho Estadual de Educação para a oferta do Curso Técnico em Meteorologia na modalidade de Educação à Distância.
Os cursos técnicos oferecidos são: Eletrônica, Informática, Administração, Análises Clínicas, Química, Segurança no Trabalho, Meio Ambiente, Informática Industrial, Meteorologia, Publicidade e Comércio Exterior.

Informativo Diálogo: Qual é a atual infraestrutura do Colégio?
O Colégio Técnico dispõe, além da infraestrutura de salas de aula e demais instalações básicas, de: Laboratórios de Informática, Laboratório de Química, Laboratório de Física, Laboratório de Meteorologia, Laboratório de Publicidade, Sala Ambiente de Administração, Sala de Ginástica, Quadras Poliesportivas, Anfiteatro, Laboratórios de Eletrônica e Centro de Convivência.

Informativo Diálogo: Como a Direção avalia a atuação do corpo docente?
Um Colégio estrutura-se para oferecer educação de qualidade e, após esse procedimento, conta necessariamente com o corpo docente para materializar suas propostas. Aliás, as propostas são construídas a muitas mãos, contando com a experiência e a capacidade de vários docentes, na construção dos caminhos pelos quais os alunos alcançaram os objetivos para eles traçados.
Ao longo de sua história, o Colégio Técnico contou tradicionalmente com a participação de profissionais que primam pela associação da formação acadêmica com a experiência profissional, principalmente no Ensino Técnico.
Na área do Ensino Médio, os docentes, de uma maneira geral, contam com larga experiência de ensino, permitindo-lhes estratégias diversificadas para a construção do conhecimento, respeitando as limitações naturais e as características dos alunos.
Na área da formação humanística, o Colégio Técnico conta com especial dedicação de docentes, que estimulam a participação dos alunos em atividades ligadas ao voluntariado e à responsabilidade social.

Informativo Diálogo: A senhora poderia citar algumas atividades para a formação humanística, nas quais os alunos participam?
As principais atividades são orientadas pelos docentes, que dedicam espontaneamente algumas horas de folga na orientação e coordenação dessas atividades, que integram um número grande de alunos, demonstrando a disponibilidade desses para as atividades de cunho social e que contribuem com a elevação do nome do Colégio Técnico e sua associação às atividades socias.
Podemos destacar a participação na Feira do Jovem Empreendedor Joseense, na qual os projetos dos alunos já foram premiados diversas vezes, a conquista do selo Escola Solidária e o 1° lugar obtido no Prêmio Escola Voluntária, para o qual concorremos com cerca de 400 (quatrocentas) escolas de todo o país.
Tradicionalmente promovemos ações sociais voltadas para os idosos, com a ajuda destinada a entidades, no primeiro semestre de cada ano. Já no segundo semestre, dedicamos nossas ações às crianças e às entidades que abrigam esses menores, destinando-lhes doações, participando de atividades nas entidades e promovendo suas iniciativas.
Nesse momento estamos aproveitando o processo eleitoral, promovendo a simulação de votação por meio eletrônico, com uso de computadores, para a participação dos alunos que, em sua maioria, ainda não são eleitores, para que experimentem essa ação de cidadania.


Informativo Diálogo: A educação de jovens é e sempre foi um grande desafio. Como a direção do Colégio trabalha esta questão?
Atualmente os alunos chegam ao Ensino Médio ainda muito jovens e sem experiência suficiente para definir uma carreira técnica. Entretanto, para muitos, exercer uma carreira técnica profissionalmente, pode ser a chance de custear uma futura graduação na rede privada.
Em relação ao relacionamento com os jovens, o Colégio Técnico procura praticar a liberdade com responsabilidade. A dimensão física do Colégio e a quantidade de alunos que anualmente são matriculados (cerca de 1.200 alunos), cria situações de convívio social e de liberdade que procuramos controlar para que esse processo também contribua na formação cidadã de nossos alunos. Entendemos que os jovens precisam saber usufruir das liberdades de uma sociedade democrática como a nossa, sem ultrapassar os limites dos direitos individuais dos colegas e a disciplina proposta pela instituição.


Informativo Diálogo: Quais são as perspectivas futuras?
O Colégio Técnico procura se atualizar permanentemente, seja na busca cotidiana das informações que oportunizam o conhecimento, seja pelo planejamento de curto, médio e de longo prazos, com o qual projetamos os cursos a serem ofertados, as atividades extracurriculares a serem realizadas, o cumprimento fiel da legislação educacional e demais procedimentos que garantem a eficiência do serviço que nos propormos a oferecer.
Em termos de evolução tecnológica, podemos dizer que a autorização para a oferta do primeiro curso técnico à distância (Meteorologia), pode representar um marco para futuras ofertas de cursos que permitirão que compartilhemos nossas experiência com um número ainda maior de alunos, proporcionado pela utilização da tecnologia como intermediadora do conhecimento.


Informativo Diálogo: Para celebrar o 40º aniversário qual a programação que a direção está preparando?
Optamos por elaborar uma programação mais interna e íntima, fazendo com que a comunidade estudantil perceba sua importância no processo de construção de uma unidade escolar do porte do Colégio Técnico.
Mantivemos atividades tradicionais, como a Feira Técnica, Científica e Cultural, que nesse ano completa 11 (onze) anos de existência, visitas a feiras, eventos, parques e outros locais que proporcionem, ao mesmo tempo, conhecimento e oportunidade de convívio social entre os alunos, os professores e os colaboradores da área administrativa. Esperamos com essas iniciativas que tenhamos um ano com um clima cordial, amistoso e alegre, comemorando essa data tão importante, fazendo aquilo de que é a nossa vocação e o que sabemos fazer de melhor, ou seja, despertar em nossos alunos o sentimento de responsabilidade, aliado ao prazer de conquistar conhecimento e tornar-se um cidadão valorizado pela sociedade em que será inserido.




Voltar

Av. Shishima Hifumi, 2911 - Urbanova
São José dos Campos - SP
Fone:(12) 3947-1000